quarta-feira, 9 de novembro de 2016

PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE LOVE


Amar é coisa de expert 
É pra quem entende do assunto

E digo que não tem 
Telecurso Profissionalizante
Que ensine esta prática

Em matéria de amar
Não tem FATEC
Não tem faculdade
Nem professor que lecione 
As complexas teorias da relatividade 
De um relacionamento entre dois corpos 
Que ocupam o mesmo espaço

Não tem doutor em matemática 
Que ensine a calcular as equações inexatas 
D'um pulsante cardíaco 
Sobre pressão de uma força externa
Que sofre atrito quando é retirado os Loves fora

Não tem mestre de obra
Tampouco mestre Jedi 
Que explique com quantas flechadas 
Na tauba de tiro ao alvéolo 
Se faz um amor de tirar o fôlego

Não tem cientista da NASA 
Que descubra a causa das violentas tempestades
Dentro de uma artéria coronária 
Quando o amor é a primeira vista

Não tem cigana que leia o nome 
Do futuro amor 
Escrito com a tinta invisível da solidão 
Na mão de cristão de deus 

Amar é mesmo coisa de expert
É pra quem entende do assunto

Não adianta fazer cursos online
Treinamento com coaching
Workshop de 02 dias 
De como amar pela primeira vez 
Sem cair na fossa

Não adianta botar Santo Antonio de cabeça para baixo 
Não adianta jogar búzios
Cartas
Tarot ou playstation

Amar mesmo, se aprende é com o passar dos anos
É questão de experiência
O tempo ensina e reensina e ensina de novo 
E vai ensinando 
Até que a gente
Aprende

Por isso que digo que 
Amar é coisa de expert 
É pra quem entende do assunto

Tirei algumas notas baixas
Fiquei de recuperação
Levei zero!
E estou aprendendo aos poucos
Tentando melhorar meu desempenho nesta difícil matéria

Ultimamente ando fazendo aulas particulares
Com a melhor professora que existe
A Senhora 
VIDA.





Caranguejunior



quinta-feira, 5 de maio de 2016

SÓ O R SALVA




Para mudar o mundo
Use o R da forma correta:


                           - aRma

                          + amaR






Caranguejunior

quinta-feira, 31 de março de 2016

SAMBA PRA NÃO SAMBAR


Acordei sem acordes
Sem uma nota só
Acordei só o pó
Acordei só o pó

Com vontade de chorar
Fiz um samba pra não sambar
Um samba
Meio sei lá
Sem láia láia

Pois, ontem
Ela foi embora
Pela porta dos fundos
E caiu no mundo
Deixando-me às traças
Com a alma sem graça

Levou meu salário do mês
E a minha alegria
Deixando-me
Sem um puto nos bolsos
E um carnê das casas bahia

Mas eu vou pagar atrasado
Pode crer
O Carnê está no nome dela
É ela quem vai pro SPC



Caranguejunior

quarta-feira, 30 de março de 2016

POEMINHA DE PARAR O TRÂNSITO




O Cebolão me faz chorar
Em horário de pico
               Quando corto-o
Logo pela manhã.






(Ao Complexo Viário - Heróis de 1932 ou simplesmente, Cebolão).






Caranguejunior

terça-feira, 29 de março de 2016

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

DOS PROJETOS


Só Deus, nosso pedreiro
Sabe o que deu errado
Na construção do mundo.
 
Tantas vidas
Tantas vigas
Tanto peso insuportável
Nas costas
 
Faltou cimento?
Ou faltou sentimento?
 
Não tem Odebrecht que dê jeito
Não tem Queiroz nem Galvão
Nem Camargo Correa que dê solução
 
Tronchas colunas tortas
Tetos caindo rebocos
Pisos esburacados
Gambiarras
Rachadas alvenarias
Alvenaria
Ave Maria!
 
E o mundo caindo
Desabando...
Não demora e será interditado
Pela defesa (onde já) civil
Tal qual prédios de Muribeca
Ficando assim, sem manutenção
Sem solução
 
E assim a gente vai vivendo
Como se esperasse um embargo
Uma reintegração violenta de posse
 
Acho que não teve terraplanagem
Aterramento do terreno
Alicerce
Ou ainda estamos na fase de (a)fundação
              [Sempre afundando]
 
Só Deus, nosso pedreiro
É quem sabe o que fazer para endireitar
A humanidade
 
Talvez um pouco de reboco resolva
Chapiscos nas paredes d’alma
Com um tanto de massa corrida
Rejunte para tampar feridas
Ou uma simples
Demo_lição
A ser ensinada
 
 
 
 
Caranguejunior

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

SOPRO


As batidas do meu coração
Não estão no repertório do show da Timbalada
Não estão descritas no set list do show do Pablo
Tampouco estão previstas
Nos ensaios do Olodum no Pelourinho
As batidas do meu coração
Não estão nos cardápios desses restaurantes chiques
Descritas ao lado das batidas de maracujá e de kiwi
Não são produzidas pelas mãos de nenhum barman
As batidas do meu coração
Não são as causas da redução de velocidade
Nas marginais
Não estão em nenhuma estatística
Do Detran, Denatran ou DER
[Apesar de elas terem causado
Inúmeros acidentes de trajeto
Quando a rota era você]
As batidas do meu coração não se comparam
Com as batidas policiais
Baculejos na avenida noturna
Não chegam aos pés das batidas de cassetetes
Em estudantes e professores nas ruas de São Paulo
As batidas do meu coração não fazem "zuada"
Como os batidões dos bailes funks da zona sul
Não levam multa da lei do PSIU!
Não incomodam vizinhos
As batidas do meu coração não chegam nem perto
Dos Bate-cabeças dos shows de hardcore que frequentei
Na associação comunitária do conjunto Muribeca
E no clube Intermunicipal de Prazeres
As batidas do meu coração
Não são as causas de tremores de terra no Chile
Não são causas de abalos sísmicos no cinturão de fogo do pacífico
Tampouco dos Tsumotos e Terrenamis no Japão
Não abalam estruturas
Não...
Não são mensuradas pela escala Richter
As batidas do meu coração são compassadas
Não ultrapassam o limite de tolerância de 85dB(a)
[Só é audível quando você chega perto demais]
As batidas do meu coração
Dá a outra face
Não bate
Não revida
É vida
Arranha
Apanha e
Pulsa!
Caranguejunior

terça-feira, 10 de novembro de 2015

quarta-feira, 22 de julho de 2015

INSOSSO & COM AMOR



É o sódio que faz mal as pessoas
Os médicos dizem que o problema
        É o sódio
Este elemento Na da tabela periódica
Que invisivelmente se faz presente em nossa mesa
Em nosso cardápio
E mesmo sem querer nos alimentamos de sódio
Diariamente...
        O problema na realidade está no sódio
Sódio, se ingerido com frequência
Causa malefícios à saúde

[ Acidente vascular cerebral
hipertensão arterial
cálculo renal
eteceteraetal ]

         E o coração, esta velha máquina errante
      Vira uma bomba relógio
      Prestes a explodir a qualquer instante
      Enquanto o Ministério da Saúde nos adverte:

O Sódio destrói aquele que dele se alimenta
Corte o sódio da sua vida

    N
NÃO
   O

É o ódio que faz mal as pessoas
Os filósofos e sociólogos dizem que o problema
      Está no ódio
Este elemento que já há diversos períodos
{Paleolítico, mesolítico, neolítico, político, caótico}
Se faz presente em nosso planeta
E mesmo sem querer, nos alimentamos de ódio
Diariamente...
Seja pela tv, rádio, jornais...
Até mesmo nas ruas, o ódio está presente
   O problema na realidade, é o ódio
Ódio, se ingerindo com frequência
Causa malefícios a saúde

[ Acidente vascular cerebral
hipertensão arterial
1°, 2°, 3° guerra mundial
eteceteraetal ]

         E o coração, esta velha bomba pulsante
         Vive de pavio curto
         Pronto para explodir a qualquer instante
         O Ministério da Paz só adverte:

O ódio destrói aquele que dele se alimenta
Corte o ódio da sua vida

Já eu
Um poeta insosso &
Com sazón

         Prefiro morrer de
                                  sódio
         Do que me alimentar de
                                  ódio.





Caranguejunior

 










segunda-feira, 13 de julho de 2015

terça-feira, 5 de maio de 2015

#OcupeEstelita


Recife voltei por tuas esquinas
Por tuas ruas 
Pela tua Aurora, do Sol & da Praia...
Pelas pontes de ferro & fogo
Pelo povo

Ácida(de) grande 
Tão pequena
Que cabe num poema

A Veneza venenosa...
Asfáltica asmática
Paralelepípeda
Barrenta & barroca 
Tuas igrejas e teus santos de casa
Que não fazem milagres

Teus becos & bordéis 
Teus cantos e cartéis 
[Recife é Boa Vista
Boa a prazo]

Especula-se que teus homens de preto
Querem te derrubar
Vejo imóveis
Que me deixam imóvel

Torres sendo construídas por peões
Que trabalham como cavalos
Para homens com reis na barriga
Com dinheiro e/ou cheque$ 
[Matem-se]

Projeto urbanístico
Fatídico caótico
Das grandes construtoras
Que desconstroem história
Desmobilizam prédios
Demolem armazéns
Destroem culturas

Voltei mas não fico aqui
Recife
Fui-me embora 
Minha Pasárgada

Mas ainda
Pela melancolia (des)ritmada 
Saudade que me invade
Eu peço cais.




Salve Cais José Estelita!
#ResisteEstelita




Caranguejunior






quarta-feira, 22 de abril de 2015

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

TRÊSECINQUENTA



Tarifa do transporte público
Sobe
Manifestação popular 
[In the city]

Não passam carros 
E carroças
Não passam táxis
O busão não passa...

Espera vã
Besta.



Caranguejunior