quinta-feira, 26 de julho de 2012

PANO PRA MANGA




Queria ter sido, tecido

Da sua profunda derme
Adiposo ou conjuntivo
De sua lisa pele
O arrepio merecido

Queria ter sido, tecido

Ser epitelial ou nervoso
Flácido ou bem rígido
O mais cartilaginoso
Da sua boca, o gemido

Queria ter sido, tecido

Seu veludo, seu poliéster
Um bordado indefinido
Um manto celeste
O decote do seu vestido

Queria ter sido, tecido

Sua seda, cambraia
Seu laço atrevido
Da costura da sua saia
O crochê mais colorido

Queria ter sido, tecido

Seu jeans, sua linha
O chiffon mais comprido
A lycra da sua calcinha
Ponto cruz da libido

Queria ter sido, tecido

Sua viscose sua lã
Um tricoline desmedido
A alça do seu sutiã
(Meia taça), preenchido

Queria ter sido, tecido



Caranguejúnior

2 comentários:

Kleris disse...

Parabéns pelo dia do escritor o/
Ou deveria dizer 'dias'?

André Dia(s,z)? disse...

Ficou muito da hora, junião! Mais um clássico "caranguejuniesco"!

Abraço!