terça-feira, 24 de setembro de 2013

VIRIDAEPLANTAE (pra Erica)


Não precisas pintar
De cores primárias
As unhas, os olhos
A maçã do rosto
(Que mordo)
E teus cílios ciliares

Não precisas vestir jardins
Florestas
Para que eu viva voando
Em ti, borboleteando

Não precisas pintar o sete no meu coração
Para que eu te veja flor

Na geografia de nós dois
Tudo vale... Montanhas, relevos
Planta.
Já és selvagem e silvestre
Minha raiz.




Caranguejunior

Um comentário:

André Dia(s,z)? disse...

Eta! Que isso é paixão!