terça-feira, 9 de setembro de 2008

'' O SONHO DE UMA POESIA ''


do outro lado do sonho,
atrás da realidade,
na esquina entre o irreal,
e o universo paralelo,
me deparo sendo escrito,
composto,
esculpido,
rabiscado,
feito...
a impaciência de saber,
o que há ?
de um lado para o outro,
da cama,
suando,
um calor,
gelado,
o que há ?
acordo,
um segundo a observar,
estou em mim...
estranha alegria,
está noite,
sonhei que era,
o sonho de uma poesia



Jr. magal

Um comentário:

KARLA JACOBINA disse...

Então você não é, apenas está em sampa?

Eu tb não sou... por isso vejo leões.

Beijo.