quarta-feira, 3 de novembro de 2010

POESIA PERDIDA

Plaw !!! um tiro acidental...

E uma
Poesia
Desprendeu-se
De mim

Não a libertei
Ela
Libertou-se
De
Mim

Uma
Poesia
Escapou
De mim

Não, não a soltei
Ela
Fugiu
De mim

E velozmente
Foi
Por aí

Tal qual bala perdida
A procura
De qualquer
Corpo
Que a encontre...





Caranguejúnior

Um comentário:

André Dia(s,z)? disse...

Jr!! Eu gostaria tanto de ser uma metralhadora-poética como vc!! Mas estou mais pra estilingue nos ultimos tempos! Abraço!