quinta-feira, 7 de abril de 2011

- ARMA + AMAR...

Hoje pela manhã
Vi, ouvi e li
As lágrima nem sequer caíram
Secaram...

Uma poesia foi embora
De minh'alma
Com tamanha brutalidade


E senti saudades
Do tempo
Em que as balas
Eram Xaxa e 7 belo
E daquelas balas
Que manchavam de vermelho
Apenas a língua...

Definitivamente
Arma não é AMAR!

Mais uma vez
A Paz bateu asas
E voou...


(Em memória das crianças mortas na escola Municipal Tasso da Silveira no Realengo/RJ)

Caranguejúnior





Um comentário:

André Dia(s,z)? disse...

A paz voou junto com as crianças,pois agora são anjinhos à orar por nós, pobres bestas humanas!